Em formação

Como ajudar uma criança tímida a participar na escola

Como ajudar uma criança tímida a participar na escola

Nem toda criança é um aluno entusiasmado que está sempre ansioso para participar das atividades em sala de aula. As crianças tímidas ou reservadas geralmente hesitam em falar abertamente em classe, resistem às atividades em grupo e podem preferir brincar sozinhas em silêncio, longe do grupo.

Devo me preocupar com meu filho tímido?

É normal se preocupar se seu filho relutar em participar das atividades escolares, mas tente não se preocupar muito. Se seu filho está na pré-escola, ele ainda pode estar aprendendo como interagir com outras crianças e participar de grupos.

Os alunos do jardim de infância e as crianças nas primeiras séries que se dão bem com outras crianças podem continuar a se ajustar ao ambiente social da escola. Pode levar algum tempo para que eles se sintam confortáveis ​​com as regras e rotinas da sala de aula.

Com o passar do tempo, seu filho pode se acostumar com a escola, mas ainda fica ansioso para participar. Assim como as personalidades são diferentes, as crianças variam muito na maneira como se envolvem nas atividades escolares.

Algumas crianças demoram mais do que outras para se ajustar a uma nova escola, rotina diária de sala de aula ou professor, mas acabam se abrindo. Outros ficam tímidos - e não há nada de errado nisso. A timidez normal não é um problema a ser corrigido.

Seu filho não precisa ser um aluno entusiasta e o primeiro da linha para aprender. Mas aliviar um pouco seus medos pode tornar a escola uma experiência de aprendizado mais agradável.

Como posso encorajar meu filho tímido?

Não empurre. "A primeira coisa absoluta em que os pais precisam pensar é respeitar onde seu filho está na sala de aula e fazê-lo avançar gradativamente, em vez de forçá-lo", diz Meg Zweiback, enfermeira, consultora de família e professora clínica associada na Universidade da Califórnia em São Francisco.

Fale com o professor. Reúna-se com o professor para discutir como seu filho age em sala de aula e pergunte o que você pode fazer para ajudar a tornar a sala de aula um lugar envolvente e confortável. Compare as notas entre a escola e a casa. Que atividades seu filho adora em casa que não fazem parte do plano de aula? O que seu filho não gosta que ele faça na escola? Elabore um plano com o professor para apoiar seu filho.

Traga seus interesses para a escola. Por exemplo, se seu filho adora aprender sobre insetos em casa, mas os insetos não fazem parte do currículo de ciências, deixe-o levar o material de casa para a sala de aula. Certifique-se de que o professor não force seu filho a fazer uma apresentação formal, mas peça para criar uma oportunidade para seu filho falar ou responder a perguntas. O professor pode realizar uma discussão usando os materiais do seu filho como recursos visuais ou criar uma estação de escuta com base nos materiais do seu filho.

Virginia Frantz, uma mãe de St. Louis cujo filho tem dificuldade em participar da sala de aula, descobriu que apoiar seus interesses fazia a diferença. "Eu o incentivei a trazer para a escola coisas que lhe interessavam", diz ela, "como sua coleção de lagartas, nossos coelhos de estimação, algumas folhas. Isso deu a ele um nicho na classe."

Mesmo que seu filho não fale imediatamente, apenas ter suas coisas favoritas na sala de aula pode diminuir sua timidez. É uma forma de ele participar e sentir um sentimento de pertença sem ser verbal, o que é um começo. Até mesmo compartilhar um livro que seu filho adora pode ajudar.

Vá para escola. Sua presença na sala de aula pode ajudar seu filho tímido a se sentir mais confortável na escola. Sua programação pode não permitir visitas regulares ou longas à sala de aula, mas mesmo apenas tocar na base de vez em quando lhe dá a chance de observar. Tente aproveitar as oportunidades para ajudar em sala de aula. A maioria das crianças considera um prazer quando um pai visita a classe.

Prepare-a para o sucesso. Procure atividades escolares que ofereçam ao seu filho chances de sucesso, sugere Dale Walker, professor de desenvolvimento infantil da Universidade do Kansas em Lawrence. "Seu filho pode estar evitando coisas que acha que não pode fazer", diz ela. Se você acha que é esse o caso, converse com o professor sobre como ajudar seu filho.

Se o seu jardim de infância não tem muita coordenação com tesouras ou cola, pergunte se pintar ou desenhar é uma opção. Se o seu aluno não consegue soletrar a maioria das palavras da lista de ortografia atual, peça ao professor para incluir algumas palavras mais fáceis. “Se a atividade for sobre a cabeça da criança, você deve diminuir o tom. Certifique-se de que seu filho não fique frustrado”, diz Walker. É importante que seu filho desenvolva suas habilidades, e um pouco de apoio extra desde o início pode aumentar sua confiança e ajudá-lo a realizar atividades mais desafiadoras.

Por outro lado, atividades muito fáceis podem entediar seu filho. Se você suspeitar que o tédio é o problema, converse com o professor sobre maneiras de dar a seu filho projetos mais desafiadores. Talvez o professor possa dar ao seu filho materiais de uma série superior ou tarefas extras.

Ajude-o em casa. Algumas crianças têm mais facilidade em captar novas informações em um local tranquilo, sem o estímulo e as pressões da sala de aula. Faça projetos de arte e artesanato com o seu jardim de infância em casa. Reveja a lista de soletração difícil para alguma prática extra com o seu aluno, mas encontre maneiras de tornar o dever de casa divertido e discreto.

Se seu filho se sentir pressionado a ter um desempenho em casa, ele pode ficar ainda mais tímido. A ideia é aumentar a confiança do seu filho. “O segredo é não pressionar muito seu filho”, diz Walker.

Concentre-se em suas realizações. Não preste atenção apenas aos obstáculos. Fazer atividades escolares divertidas e fáceis em casa é uma ótima maneira de aliviar o medo da participação.

Por exemplo, a maioria das classes tem canções favoritas em grupo, cantadas na hora da música ou do círculo. Descubra quais deles seu filho gosta e inclua-os em sua rotina noturna. Se seu filho ganha confiança cantando em casa, isso pode se traduzir em confiança na sala de aula.

Seja seu "aluno". O treinador dos pais Zweiback recomenda que as crianças representem a "escola" em casa com bonecas e bichinhos de pelúcia como uma forma não ameaçadora de praticar. "Monte uma escola com ursinhos de pelúcia e deixe seu filho representar", diz ela. Você pode ajudar a organizar o jogo e participar como um dos "alunos", mas deixe seu filho controlar o fluxo da sala de aula.

Você pode descobrir seus medos na escola, como crianças malvadas ou um professor que provoca. Quando você está fingindo ser aluno dele, pode brincar de leve ao ter medo das crianças ou do professor. Seu filho provavelmente achará isso muito engraçado, e o riso ajudará a aliviar alguns de seus sentimentos assustadores, para que ele possa ficar mais confiante. Fale sobre o que está acontecendo, faça perguntas ao seu filho e use o que aprendeu ao conversar com os funcionários da escola.

Como posso saber se meu filho é mais do que apenas tímido?

A timidez ou a quietude geralmente não são um problema, mas alguns sinais de alerta podem indicar que seu filho precisa de atenção profissional. Se o seu filho mostrar algum dos seguintes comportamentos por seis meses ou mais, converse com o médico do seu filho ou com o psicólogo da escola:

  • Está muito ansioso por estar com outras pessoas
  • É muito constrangido perto de outras pessoas e fica envergonhado
  • Tem medo de que outras pessoas a julguem
  • Tem dificuldade em fazer ou manter amigos
  • Ruboriza, suores ou treme perto de outras pessoas
  • Fica enjoado quando está com outras pessoas

Se seu filho parecer retraído e chorar por ir à escola, ou se você tiver qualquer outra preocupação sobre o comportamento dela, é sempre uma boa ideia verificar com o médico do seu filho.

Saber mais:

Assista o vídeo: Crianças Tímidas (Novembro 2020).